PREENCHIMENTO DE PAPILA INTERDENTAL COM ÁCIDO HIALURÔNICO

PAPILA INTERDENTAL:
– A porção gengival que ocupa o espaço interdental, situado entre as faces de contato de dois dentes adjacentes.

A papila interdental tem a função de evitar a impacção de alimentos, proteger as estruturas subjacentes e, também, importante papel na estética do sorriso.
O formato da papila depende da relação de contato e largura da superfície proximal das dentes e do contato da Junção cemento-esmalte (JCE).

Possui fundamental importância nos dentes anterossuperiores, porque participa da estética do sorriso. Uma vz alterada dimensionalmente, por atrofia ou perda, afeta diretamente o sorriso formando os chamados Triângulos negros ou black spaces, causado:
– desconforto ao paciente.
– problemas fonéticos.
– impactação alimentar.
– comprometimento da saúde dos tecidos periodontais.
– diastemas.

A perda da papila pode ser atribuída:
– idade.
– doença periodontal.
– formato da coroa.
– angulação da raiz.
– posição do contato interproximal.
– contornos improprios de restaurações protéticas
– procedimento de higiene bucal traumática

Seu tratamento pode ser feito por técnicas cirúrgicas, não cirúrgicas e protéticas restauradoras. Entre as abordagens propostas para a reconstrução papilar, a injeção de AH tem sido avaliada.

Classificação da posição da papila interdental ( Nordland, Tarnow – 1998)

PREENCHIMENTO INTERPAPILAR – PASSO A PASSO:
1. SELEÇÃO DO PACIENTE:
Pacientes adultos, com perdas papilar classe I.

2. TRATAMENTO:
2.1. Profilaxia supragengival prévia.
2.2. Anestesia infiltrativa, fundo de sulco.
2.3. Aplicação de AH -> media de 0,2ml, por papila, preferencialmente fórmula de AH reticulado.
2.4. A injeção é realizada no meio da papila de 2 a 3 mm em direção apical, com agulha 30G.
2.5. Novas sessões: a partir 21 dias da aplicação prévia.
2.6. Cuidados pós-operatórios:
– 24h sem higiene mecânica no local.
– bochecho com solução antisseptica por sete dias.
– após 24 horas, inicia-se escovação local com escova macia.
– alimentação líquida/pastosa frias por 48 horas.
– proservação mensal.

3. CONTRAINDICAÇÕES:
3.1. História de reação alérgica ao produto.
3.2. fumo, gravidez, lactação.
3.3. uso de medicamentos que causam gegivite.
3.4. cirurgia periodontal nos ultimos 12 meses
3.5. lesões cariosas e/ou restaurações mal adaptadas adjacenes ao local a ser tratado.
3.6 periodontite.
3.7. deficiente controle da placa bacteriana.

FONTE:
– TOXINA BOTULÍNICA E PREENCHEDORES NA REABILITAÇÃO BUCOMAXILOFACIAL
– ALESSANDRA KUHN DALL’MAGRO e TÚLIO DEL CONTE VALCANAIA
– DILVROS

Compartilhe no Facebook
loading...

2 comentários

  1. Estou apresentando retração gengival nos incisivos centrais inferiores, tenho 57 anos, essa técnica seria indicada para o meu caso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*