ANTICONCEPCIONAL E A MOVIMENTAÇÃO ORTODÔNTICA — QUAL É A VERDADE?

Na movimentação dentária induzida, inter-relações medicamentosas podem estar presentes. Um exemplo clássico, em função da principal faixa etária de atendimento do ortodontista, se refere ao uso de contraceptivos via bucal.

anticoncepcional1-620x413A maior parte dos contraceptivos consumidos tem baixa dosagem de estrógenos, especialmente o estradiol, cuja efetividade está na manutenção em baixos e uniformes níveis hormonais durante o ciclo menstrual. A variabilidade de tipos e níveis de hormônios é muito grande durante o ciclo menstrual, não comparável ao quadro proporcionado quando se ingerem contraceptivos.
Se houver preocupação com os estrógenos e outros hormônios ditos sexuais, ela deve recair nos períodos de um ciclo menstrual normal, o que não vem a ser o caso.

Quando administrado como contraceptivo, na dosagem utilizada, NÃO interfere no turnover ósseo a ponto de modificar ou contraindicar a movimentação dentária induzida, quer seja com forças biologicamente aceitáveis ou excessivas.

FONTE:
REABSORÇÕES DENTÁRIAS NAS ESPECIALIDADES CLÍNICAS
ALBERTO CONSOLARO
DENTAL PRESS EDITORA.

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*