Ortodontia

Tracionamento Cirúrgico-Ortodôntico de um Canino Impactado! — VEJA AGORA

ISSO É REAL! Tracionamento Cirúrgico-Ortodôntico de um Canino Impactado! Dentes impactados são aqueles que apresentam retenção prolongada em suas bases ósseas, não permitindo alcançar a cavidade bucal e conseqüentemente sua posição na arcada dentária na idade cronológica esperada. A impactação dos caninos superiores  permanentes é um problema freqüente nos consultórios dentários; por isso, refletir acerca do processo e do trajeto ... Leia Mais »

SOBRE ELÁSTICOS CLASSE II – PARA QUEM NÃO SABE!

Elásticos Classe II: São elásticos intermaxilares colocados por sua parte anterior na maxila e em sua parte posterior na mandíbula. Geralmente, são colocados desde o gancho do Canino até o ganho do Primeiro Molar Inferior. Indicações de elásticos Classe II: 1 – Para produzir efeitos dentários anteroposteriores. 2 – Más oclusões Classe II dentária e/ou esquelética. 3 – Ajudam a ... Leia Mais »

Elástico Classe III – Para você que não sabe!

Elásticos Classe III São elásticos interarcos. Colocados posteriormente no arco superior – no molar – e anteriormente, nos caninos, no arco inferior. Os elástico Classe III são muito úteis para a correção ortodôntica não cirúrgica das más oclusões de Classe III, já tendem a produzir uma retroinclinação dos incisivos inferiores, uma protrusão dos incisivos superiores e uma correção anteroposterior da ... Leia Mais »

Para o paciente COOPERAR com o tratamento ortodôntico.O QUE FAZER? – 2ª Parte

Leia :  Como fazer o paciente COOPERAR com o tratamento ortodôntico – 1ª Parte 4 – convívio ortodontista-paciente/responsável é fundamental para se estabelecer a situação de “ganho-ganho” que possibilitará um ambiente favorável. Portanto, os pacientes acreditam que participaram das decisões do tratamento e, por isso, se sentem responsáveis por atingir os objetivos aceitos mutuamente. 5 – Um ambiente de apoio ... Leia Mais »

Para o paciente COOPERAR com o tratamento ortodôntico, O QUE FAZER? — 1ª Parte

Orientações para melhoria e manutenção da cooperação do paciente. 1 – O primeiro passo para prevenção da falta de cooperação é entender as necessidades e os desejos paciente. A principal preocupação do paciente e as razões para a busca pelo tratamento ortodôntico são importantes. Além disso, uma vez que o tratamento tenha progredido para um ponto no qual tenham ocorrido ... Leia Mais »

EFEITOS DESEJÁVEIS E INDESEJÁVEIS DO SISTEMA DE BRÁQUETES AUTOLIGADOS — MONOGRAFIA

TÍTULO: AUTOLIGADO EFEITOS DESEJÁVEIS E INDESEJÁVEIS AUTORA: ANITA MONTEIRO DE SOUZA FURTADO PUBLICAÇÃO: Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia do ICS – SOEBRÁS NUCLEO CAMPINAS, como parte dos requisitos para obtenção do título de Especialista. RESUMO: Os braquetes autoligados têm ganhado popularidade nesses últimos anos. Várias vantagens são atribuídas ao sistema de braquetes e alguns ortodontistas consideram que ... Leia Mais »