A CRIANÇA QUEBROU O DENTE — VEJA O QUE FAZER — GUIA PRÁTICO

Lá está alguém de boca no chão. E o que fazer agora?
O traumatismo dentário é uma ocorrência séria e pode trazer danos permanentes. Então, o que podemos fazer em uma situação desta:

Primeiro: Manter a calma
A região oral é uma área bastante vascularizada, por isso sangra muito. E, ainda, há saliva. Então, vai parecer que há um grande volume de sangue, mas, na verdade, é saliva e sangue.

Segundo: Também, manter a calma.
A pessoa que se acidentou já está nervosa, com dor e assustada. Última coisa que ela não precisa é de alguém agitado por perto.

Terceiro: Observar e colher informações sobre o acidente.
– Essas informações são importantes para o profissional, que for atender a ‘vitima’, tomar algumas medidas emergenciais.
– Observar há fragmentos de dentes no chão, se o dente saiu inteiro ou se entrou.
– Saber onde ocorreu o acidente: quando mais infectado o lugar; maior cuidado medicamentoso e se há possibilidade de haver corpos estranho (vidro, areia, terra etc.) dentro dos tecidos.
– Quando ocorreu: pois os procedimentos são diferentes, dependendo do tempo que já se passou. Dentes que ficaram por mais de duas horas fora da boca, prognóstico de sucesso é bem reduzido. O ideal realizar o reimplante imediato, até quinze minutos após o acidente.

Atenção: o reimplante é somente para os dentes permanentes.

Quarto: Armazenar os fragmentos e/ou o dente em soro, saliva, leite ou água. O importante é não deixar ocorrer a desidratação. Não lavar e não esfregar

Quinto: Procure imediatamente um dentista de plantão ou Pronto-socorro odontológico.

Hello! Dentista! Médico não sabe nada de boca e dentes!

Há vários tipos de traumatismo, o mais comum de ocorre é uma subluxação que é um pequeno deslocamento. Mas, pode ocorrer fratura da coroa, da raiz, e/ou do osso que segura o dente. Portanto, uma avaliação radiográfica é de suma importância, em qualquer situação.
Quando uma criança sofre um traumatismo, há uma grande chance de afetar também os dentes permanentes. Quando ocorre uma intrusão, ou seja, o dente-de-leite entra em direção do permanente, chance de ocorrer sequelas nos permanentes é 75% dos casos.
Assim, é importante realizar o controle e a observação dos dentes traumatizados por um longo período.

Leia, também, sobre o uso de protetor bucal!

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*