DIASTEMA — “ODEIO ESSE ESPAÇO! QUERO FECHAR. TEM COMO?” — SAIBA AQUI

Os diastemas interincisivos centrais superiores são vistos como um fator antiestético sendo altamente prejudicial do ponto de vista social.

Então, fechar o diastema, entre os dentes da frente, é uma profunda necessidade estética para a maioria das pessoas que odeiam esse espaço entre os dentes.

DIASTEMA

Ney Matogrosso e Madonna: Amantes do diastema

Aliás, só conheço duas pessoas, que já declaram, que gostam dos seus diastemas:
Madonna e o Ney Matogrosso.

01 – Como posso fechar esse espaço?
Hoje em dia, temos várias opções de tratamentos para solucionar este probleminha estético. Podemos obter o fechamento do espaço com:
– Movimentação ortodôntica;
– Preenchimento do espaço com materiais restauradores como: resina, porcelana e fragmentos de porcelana;
– A combinação das duas técnicas.

02 – Qual é a melhor técnica?
A maneira, pela qual você vai se livrar do seu ‘querido’ diastema, vai depender de diversos fatores relacionados à causa que deu origem ao espaçamento entre os seus dentes.
Na realidade o diastema mediano constitui um aspecto de normalidade durante a infância e, com o desenvolvimento da oclusão, há um fechamento fisiológico significativo. A sua persistência depende da etiologia que é multifatorial e geralmente está relacionada a: discrepância dente-osso positiva, microdontia, agenesias dos incisivos laterais superiores, hábitos principalmente de sucção, dentes supranumerários irrompidos ou ainda intra-ósseo, hereditariedade, freio labial hipertrófico e outros.
O ideal é consultar um ortodontista para determinar a causa e solucionar o problema.

11951397_1016721068358487_5586386359496077232_n03 – Usando Aparelho Ortodôntico:
“Normalmente, o que provoca a separação entre os incisivos centrais é a movimentação destes dentes. Por isso, trazê-los de volta para a posição correta pode ser uma boa ideia.

A vantagem é que os dentes são mantidos em seu estado natural, sem restaurações que podem mudar de cor, quebrar ou infiltrar no futuro. Além disso, se o paciente tiver outros problemas ortodônticos, estes serão resolvidos simultaneamente durante o tratamento com aparelho.

Fechamento com Aparelhos:

A desvantagem é que a movimentação com aparelho ortodôntico é um processo mais lento que o fechamento realizado com aumento da largura dos dentes através de restaurações estéticas.”

04 – Fechando o diastema com Restaurações Estética
Pode ser que no seu caso, o diastema foi provocado não pela posição dos dentes, mas, sim; por uma dijastemadiferença no tamanho e na forma de seu dente. Nestes casos, as restaurações estéticas, feitas com resina e/ou porcelana, são excelentes alternativas interessante para solucionar o seu problema.

Sendo bem feitas, a restaurações estéticas podem recuperar as dimensões corretas dos dentes e com isso obter um sorriso mais harmônico. Esses procedimentos, geralmente, são muito mais rápidos do que um tratamento ortodôntico. Mas, a grande desvantagem é se tiver outros problemas relacionados ao posicionamento dos dentes, estes problemas não serão corrigidos.
E se você já possui os dentes no tamanho normal, o recurso de aumentá-los vai acabar criando dentes muito largos causando ainda mais desarmonia. Fique de olho!

Fechamento com Restauração:

05 – Fechando o diastema combinando as duas técnicas: Ortodontia e a Restauração Estética:
Há situações em que a combinação, dos dois procedimentos, é necessária para atingir objetivo de fechar o diastema com um bom resultado. Geralmente, inicia-se com a Ortodontia e finaliza-se com a Restauração Estética.deadb4995dc689e4ccebf260dd7142a7

Um bom exemplo é quando os incisivos laterais são pequenos e os centrais ficam afastados. “A solução passa pela correção do posicionamento dos centrais, fechando o diastema com ortodontia. A separação passa a ficar entre os incisivos laterais e os centrais. Os laterais deverão ser restaurados para que sejam restabelecidas as dimensões e proporções corretas.”

ATENÇÃO:
Se por um lado o fechamento ortodôntico do diastema não impõe grandes dificuldades, por outro a estabilidade da correção parece bastante
crítica. E a recidiva não foi previsível segundo as características iniciais do paciente, portanto, sempre se recomenda uma contenção fixa e definitiva após o fechamento de diastemas.

Contenção Fixa Superior – Prof. Marden Bastos

Fonte:
1 – Dr. Andre Moreira – Blog do Ortodontista
2 – Diastema interincisivos centrais superiores: quando e como intervir? Renato Rodrigues de Almeida – R Dental Press Ortodon Ortop Facial – Maringá, v. 9, n. 3, p. 137-156, maio/jun. 2004

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*