Hooks Deslizantes – Você já usou?

foto 1Hooks Deslizantes:
É uma técnica para distalizar molares onde se combinam uma mola aberta de NiTi, um jig deslizante e um elástico intermaxilar classe II.

O distalizador produzirá uma força de 75 a 150g, dependendo da quantidade de compressão e diâmetro da mola, bem como da espessura do elástico corrente. Nessa técnica, colocar a mola aberta de NiTi e o jig deslizante no arco principal. Esse deverá ser de aço redondo de 0,020” ou retangular de 0,017 x 0,025”.
A mola e o jig deslizante deverão estar passivos, isto é, é a distância entre a aleta distal do canino e a face medial do tubo será a mesma ocupa a mola e o jig deslizante. A forma de ativá-lo será colocando um elástico intermaxilar de classe II desde Hooks deslizante ao Hooks do molar. No momento da abertura bucal, o elástico distende-se, o Hooks desliza e a mola de NiTi se comprime.

Vantagens:
1. Muito higiênico.
2. Fácil d fazer e econômico.
3. Produz uma distalização de 0,5 a 1 mm por mês.
4. Cômodo e bem aceito pelo paciente.
5. Pode ser utilizar de forma uni ou bilateral.

 Desvantagens:
1. Dependemos de colaboração do paciente para ativação da mola (uso do elástico de classe II).
2. Não produz distalização em bloco.
3. Vestibularização do segmento ântero-posterior.foto 2

Recomendações:
1.  Ferulizar o segmento ântero-posterior para diminuir sua Vestibularização.
2. Ancorar com um arco lingual os molares inferiores, o que diminuirá a extrusão molar ocasionado pelo uso dos elásticos de classe II.
3. Quanto maior for o lúmen da mola aberta e menor o diâmetro do arco principal, mais rápido será a distalização.
4. Trocar, a cada 24 horas, o elástico intermaxilar.
5. Sugere-se elástico intermaxilar de 170g.

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*