VEJA COMO UMA DECISÃO JUDICIAL QUER MUDAR A ODONTOLOGIA, ARBITRARIAMENTE.

A decisão da juíza Monik Maiara Costa Fonseca do Rio Grande do Norte desencadeou desarmonia entre a classe odontológica e a população, colocando em xeque o prestígio do melhor Cirurgião-Dentista do mundo, apontado em diversas pesquisas entre congressos internacionais.

A juíza determinou a suspensão da Resolução 176/2016, acatando então o pedido da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que visa fragmentar a atuação do Cirurgião-Dentista, limitando a procedimentos de ordem apenas terapêuticos, vedando os tratamentos estéticos. Mas, se o objetivo era diminuir o campo de atuação do Cirurgião-Dentista, isso não aconteceu, pois a Resolução 176, apenas deixava claro as resoluções anteriores, mais especificamente, a Resolução do CFO 185/1993 e, anteriormente, a Lei Federal 5081/1966. Sendo assim, é um equivoco achar que a Resolução 176 ampliou o campo de atuação do Cirurgião-Dentista. A atuação é garantida há décadas, quase 50 anos antes da Medicina, como muitos colegas já vem apontando desde 2011. O Conselho Federal de Odontologia e a Sociedade Brasileira de Odontologia estão trabalhando em nossa defesa.

Só teremos a população valorizando a nossa profissão em toda sua essência, de forma ampla, quando conseguirmos reeducar ou desprogramar o preconceito que “dentista atua apenas em dente”.

Há 100 anos, a Odontologia era conhecida, popularmente, como a profissão de extração de dentes e restauração, apenas. Hoje é sabido que o Ortodontista detêm o conhecimento de biomecânica, tônus muscular para conseguir fazer previsão do crescimento do esqueleto da face. E veja, que nem falei de dentes…

Na Periodontia, as suas atribuições possuem uma visão sistêmica, afim de se evitar doenças como septicemia entre outras complicações, fechando, assim, as portas para que as bactérias não possam se instalar em outras partes do corpo como: coração, rins e cérebro. Praticamente o mesmo papel dos Cirurgiões-Dentistas que trabalham em UTIs de hospitais. Falando em hospitais, o que falar dos Buco Maxilos que atuam em campos politraumatizados e na ATM, diga-se de passagem, a articulação mais complicada do corpo humano.

Enfim, esses são só alguns exemplos que eu dei sem mencionar dentes!

Salvem a Odontologia!!!
*Créditos de texto ao Professor Dr. João Cerveira.

Bem-vindos a Odontologia Moderna.

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*