Você sabe o que é Bioterapia odontologia emocional?

Você sabe o que Bioterapia odontologia emocional?
Não!
Nem eu, mas vamos tentar entender isso….

Falam por aí que a bioterapia-odontologia emocional trabalha com a relação cavidade bucal e emoções.
De acordo com os especialistas (?) em odontologia emocional e bioterapia:
1 – “A saliva tem função primordial na defesa e no equilíbrio das bactérias que compõem a flora bucal. Quando fazemos a higiene bucal, a placa bacteriana é eliminada com o alimento que adere aos dentes. No entanto, a estabilidade da flora é mantida por conta da saliva” – Ufa! Muito bom isso, bom e esclarecedor!
 2 – Acidez bucal: “A saliva contribui ainda com a digestão” Aqui uma revelação fantástica, acho que ouvir isso na antiga terceira série do primeiro grau. “E é nesta fase que entra o emocional: estresse, ansiedade, preocupações, inseguranças, não aceitação de uma situação na vida. Essas emoções e fatores provocam maior acidez na boca e, assim, causam formações de tártaro sem motivo aparente, hálito alterado, excesso salivar ou sensação de boca seca”. Eu tenho certeza que esses tártaros, que formam do nada, acumulam na lingual dos incisivos inferiores e palatina dos primeiro molares superiores.  

Nestes casos, deve-se evitar, por algum tempo, alimentos que aumentem a acidez, como, por exemplo, abacaxi, uva, refrigerantes, tomate. Deve-se usar pastas dentais que contenham bicarbonato de sódio e também não deixar de se alimentar por muitas horas, pois o estômago produz ácido clorídico quando está em jejum prolongado” Até aqui está tudo igual a velha e boa odontologia alopática .“No campo emocional – Eba! Deve ser agora – a reincidência destes casos corresponde a um comportamento repetitivo de uma situação (Como??) . A acidez bucal é reflexo de uma falta de aceitação. A pessoa deve enfrentar, resolver e escolher o caminho para que a segurança não seja apenas um momento e sim um rumo certo. Ah tá! Escolhendo o rumo, a acidez acaba. Então a acidez bucal é um reflexo de uma falta de aceitação… hummm. Portanto cuidado com a acidez, trabalhe sua alegria interior mesmo que o dia esteja nublado. Você está pronto para atuar, resolver e mostrar um sorriso” Que legal!!  É uma mistura de dentista com Paulo Coelho

 3 -Desgastes na mordida, fraturas e quebras dentais: “Fraturas dentais, desgastes na mordida e constantes quebras de restaurações dentais demonstram uma pessoa com dificuldades em tomar posição ou se colocar frente a uma situação. Olha gente, isso para mim era bruxismo…Então, da próxima vez que meu paciente falar que está com bruxismo. Eu vou falar para ele ‘se colcoar a frente da situação… enfrentar…. vamos lá… nada de ranger os dentes… respiração cachorrinho! Muitas vezes a pessoa não pode mudar o mundo ou aquilo que a cerca, mas, então, ela deve encarar aquela situação como um aprendizado. Aceitar não é concordar com tudo, mas analisar o fato de outro ângulo e transformar a situação ruim em algo que produtivo e real, sem desgastes, sem prejudicar ninguém. É o livre arbítrio de encontrar a saída certa pela porta certa, com calma você perceberá qual é a porta” Isso mesmo! Você não pode mudar o mundo! Mas pode mudar essa restauração quebrada, vem cá! 
Não estou negando que bruxismo está aliado à ansiedade, mas não dessa maneira!
 4 – Falta de osso:  “Casos de osteoporose e falta de suporte ósseo na cavidade bucal envolve a insegurança na vida e a falta de confiança em si. Putz, eu sempre jurei que perda óssea era prolemas periodontias, mas agora eu sei que é falta de confiança em si. Vivendo e não aprendendo… A falta de fé colabora com a perda óssea, por isso, não permita que o seu pensamento e a sua palavra tragam forças que afastem você da confiança. Tudo na vida acontece pois existe um motivo, então trabalhe sua vontade para enaltecer sua auto-estima e se ligue a natureza que é beleza, alegria e equilíbrio” Muita confiança, muito osso… pronto é o fim da doença periodontal. E aí seu periodontista que fica falando em enxerto ósseo… É só dar confiança para os pacientes. Da próxima vez nada de enxertos ósseo, dê uma caixinha de Prozac e vá ser feliz.
 5 – Mastigação: “A mastigação sem pressa é tão fundamental para a digestão e metabolismo do corpo quanto a respiração é para a vida. “Por isso, mastigue apreciando o sabor, use a língua para levar o alimento para o lado direito e depois lado esquerdo, em seguida, para o céu da boca e enfim engula. Esta sistemática equilibra a mordida, trabalha os músculos e contribui para digestão e nutrição” Mais uma grande novidade! Obrigado!!!
 6 – Sangramentos: “Sangramentos nas gengivas são decorrentes de placa bacteriana, mas também de quadros íntimos de emoções, como estresse e perda de alegria. Então, nada gengivite, nada de falta de escovação e nada de falta de fio-dental… Sangramento nas gengivas é falta de alegria! Aborrecimentos e falta de entusiasmo na vida podem provocar sangramentos leves ou de maior incidência. Seja alguém que tem prazer em viver e não alguém em que a vida cobra os segundos perdidos. Alcance seu tempo no momento atual, não permita que o futuro o domine, seja responsável hoje e o futuro será certo” E por isso que eu falo: VÁ SER FELIZ!

E como diria o grande profeta: Marco Luque… “Tá todo mundo louco, oba! Tá todo mundo louco, oba!!!”

Onde que achei essa pérola? Aqui!
OrtoBlog: Ortodontia, Odontologia e literatura!
Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*