NEGLIGÊNCIA ABSURDA! — Garoto passa 12 horas com bala alojada na boca

Um garoto do Distrito Federal passou as 12 horas com uma bala alojada na boca, até a família descobrir que ele tinha sido atingido por um tiro.

No primeiro hospital em que a família do garoto foi procurar ajuda, o médico atribuiu o ferimento a um caco de vidro e liberou o menino sem qualquer exame. O profissional afirmou que não tinha necessidade de pedir raio-x, porque os cacos não iriam aparecer na imagem…

BALA2M.S.A., de 11 anos, estava comemorando o réveillon na frente da casa de uma tia, quando começou a sangrar durante a queima de fogos. Com ferimentos no supercílio, ele foi levado ao Hospital Regional de Taguatinga. No hospital de Taguatinga, o médico teria dito que os ferimentos foram causados por um caco de vidro, deu os pontos e mandou o garoto para casa.
A direção do hospital de Taguatinga disse que vai apurar com a equipe de plantão o porquê de não ter dado o diagnóstico correto. A direção do hospital investiga o caso.

Apesar do atendimento, o inchaço aumentou e o pai resolveu procurar outro especialista, no hospital de Sobradinho, por volta das 13h do mesmo dia. Após duas radiografias, foi descoberto que o garoto tinha uma bala de pistola alojada no rosto.

“Eu fiquei sem chão”, conta o pai.

“Eu poderia ter morrido”, diz o jovem.

Até esta segunda-feira, o rosto e o lábio do garoto continuavam inchados.

FONTE: G1

Compartilhe no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*